LEIAM OS NOSSOS BLOGS

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Central conquista primeiro turno antecipadamente


É campeão! Taça Governador Eduardo Campos é dos centralistas!

Foram mais de doze anos sem títulos desde a conquista da Copa Cidades – Taça Governador Jarbas Vasconcelos em 2002. 

Hoje, o torcedor do Central de Caruaru soltou o grito preso na garganta após a conquista da Taça Governador Eduardo Campos, o equivalente ao primeiro turno do Campeonato Pernambucano de 2015.

É a segunda vez que a patativa conquista um turno do Pernambucano, a outra vez ocorreu em 2011 com a participação do trio de ferro recifense. Fato inédito para um clube do interior pernambucano, anteriormente, porém, não havia uma taça para o evento.

A equipe alvinegra, a exceção da primeira rodada, liderou de ponta a ponta a competição nas suas 14 rodadas. E teve todas as marcas positivas possíveis, melhor ataque, melhor defesa, maior número de vitórias, menor número de derrotas.

A classificação para o Campeonato Brasileiro da Série D e para o Hexagonal decisivo do Campeonato Pernambucano ocorreu com três rodadas de antecedência. 

O título veio com duas rodadas de antecedência, apesar que a festa só foi garantida após os jogos da 13a rodada entre Vera Cruz (único que matematicamente poderia ainda tirar a taça alvinegra) x Serra Talhada e Ypiranga x Central.

A patativa ainda tem mais um jogo para finalizar a primeira fase frente ao tradicionalíssimo América em Caruaru na próxima quarta, será o jogo de entrega das faixas.

Os jogos da conquista alvinegra:
1) América-PE 1x1 Central.
2) Central 2x0 Ypiranga.
3) Central 2x1 Atlético-PE.
4) Serra Talhada 1x2 Central.
5) Central 4x1 Porto.
6) Vera Cruz 1x0 Central.
7) Central 0x1 Pesqueira.
8) Pesqueira 0x2 Central.
9) Central 0x0 Vera Cruz.
10) Porto 1x3 Central.
11) Central 3x2 Serra Talhada.
12) Atlético-PE 2x0 Central.
13) Ypiranga 1x1 Central.
14) Central – x - América. (a ocorrer)


Os números: 7 vitórias, 3 empates, 3 derrotas, 20 gols pró, 12 gols contra, 8 gols de saldo, aproveitamento de 62% (ainda pendente o último jogo contra o América-PE).

A estréia da patativa no Hexagonal do Título será frente ao 2o colocado do 1o turno, que está, ainda indefinido, provavelmente será a equipe do Serra Talhada ou a equipe do Vera Cruz. 

Porto e Atlético-PE ainda tem chances matemáticas de ser Vice-Campeão, o jogo será no dia 01 de fevereiro de 2015, no Monumental da Avenida.
 
Central Sport Club.

Em PE, aprovada em 3 vestibulares de medicina também passa no Sisu.

Vitória Dantas pretende ser pesquisadora na área de medicina (Foto: Vitória Dantas/ Arquivo Pessoal).

'Eu dormia para estudar e acordava para estudar', diz estudante de Caruaru.
Vitória Dantas cursará medicina no Centro Acadêmico do Agreste, da UFPE.


 
Uma estudante pernambucana aprovada em três vestibulares de medicina conquistou mais uma opção na manhã desta segunda-feira (26). Vitória Chaves de Souza Dantas de Barros, 18 anos, foi aprovada no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) de 2015 para o curso na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), no Centro Acadêmico do Agreste (CAA), em Caruaru.

"Eu dormia para estudar e acordava para estudar", diz Vitória Dantas ao G1. A estudante fez cursinhos pré-vestibulares durante 2014. No mesmo ano, ela foi classificada para os cursos de medicina em faculdades particulares em Campina Grande (PB), no Recife, além de na Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal). Vitória também foi aprovada para a graduação de Odontologia em uma faculdade particular de Caruaru.


A fera obteve a nota de 835,2 no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e ficou em 15º lugar em um total de 80 vagas. "Me dedicava muito à redação e à matemática, matérias que eu tinha mais dificuldade. Fazia muitos exercícios e três a quatro textos por semana, sempre corrigindo com os professores", lembra. O interesse por medicina surgiu desde que a estudante era criança, durante as brincadeiras. Mas a confirmação chegou no 1º ano do Ensino Médio. "Comecei a ter afeição por biologia".
Aprovação de Vitória Dantas no Sisu (Foto: Reprodução/ Sisu) 
Vitória Dantas obteve nota de 835,2 no Enem e foi aprovada pelo Sisu (Foto: Reprodução/ Sisu).
 
Vitória ainda não sabe em qual área da medicina pretende se especializar. Porém, uma decisão já é certa: "independente da área, quero ser pesquisadora. Por isso que eu queria tanto a federal, pois há muito incentivo para a área acadêmica".
Do Fundamental ao Sisu
 
O preparo para ser aprovada em tantos vestibulares começou desde o Ensino Fundamental. No 9º ano, ela passou no curso de direito em uma faculdade particular de Caruaru. No 1º ano, foi a vez de Vitória conquistar o curso de relações internacionais. Já no 2º ano, começaram os estudos para o tão sonhado curso de medicina. Por isso, ela prestou vestibular para Biomedicina, quando também foi aprovada.

Em 2013, no 3º ano, Vitória só prestou vestibulares para medicina, mas não conquistou as vagas. Foi aí que decidiu que, no ano seguinte, faria os cursinhos para conquistar a classificação.

Alegria dos pais
 
Para o professor e cientista político Arnaldo Dantas, pai de Vitória, o sentimento é de gratidão. "É uma conquista. Um exemplo de que é possível vencer barreiras e dificuldades, conquistar desafios. É só caçar as metas", diz. O cientista conta ainda que não foi fácil ficar longe da filha. "Ela sempre foi uma companheira de discussões, sempre assistimos a documentários juntos, abordamos vários temas. Então, quando ela se afastou de casa para os estudos ficou a saudade". Agora, avalia toda a renúncia: "valeu muito a pena".

"Dever cumprido", sintetiza a corretora de imóveis Nadja Chaves Dantas, mãe da estudante. Ela afirma que o estudo da filha sempre foi prioridade do casal. "Priorizamos em relação a qualquer coisa. Estou muito feliz por conquistar o sonho. Desde pequena, incentivamos ela à leitura. É muito bom passar em casa, pertinho da gente, para ter o nosso apoio.
Pais de Vitória sempre a incentivaram a estudar (Foto: Reprodução/ TV Asa Branca) 
Pais de Vitória sempre a incentivaram a estudar
(Foto: Reprodução/ TV Asa Branca).
 
Curso de medicina do CAA
 
O curso de medicina do Centro Acadêmico do Agreste (CAA) estava com a sexta maior nota de corte - 810, 71 - entre as graduações do tipo nas instituições de ensino do Brasil no Sisu, conforme dados divulgados pelo MEC na quinta-feira (22). É a primeira vez que a UFPE utilizou apenas o Sisu como critério para selecionar alunos.

Atualmente funcionando em um espaço do Polo Comercial, o curso de medicina do CAA existe desde o ano passado. Para que a estrutura da graduação fosse adequada, foram investidos R$ 6 milhões. Na unidade há uma biblioteca com mais de mil livros voltados para a área de medicina, todos com o conteúdo atualizado, já que o acervo tem menos de um ano. Há salas de tutoria, onde os alunos têm acesso à videoaulas e um laboratório de informática.
 
Paula Cavalcante Do G1 Caruaru.
 

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Patativa em voo rasante, espreme a Laranja e é quase Campeã.



Imagem: Site da Federação.

O Central deu um grande passo pra conquistar uma vaga na Série D do Brasileiro desta temporada e credenciou-se a conquistar também uma das duas vagas do Hexagonal decisivo – a elite do futebol pernambucano, ao derrotar a equipe do Serra Talhada no Lacerdão, ontem à tarde pelo marcador de 3 X 2, em jogo válido pela 11ª rodada da fase de classificação, a 4ª do Returno – jogo de volta do 1º turno do Pernambucão desta temporada.
O Central que vem sobrando neste Campeonato Estadual, onde faz uma excelente campanha, tratou logo de decidir a partida e aos 10 minutos do 1º tempo já inaugurava o marcador com uma linda cabeçada do zagueiro André Lima no ângulo superior esquerdo do goleiro Ferreira da Laranja Mecânica Sertaneja, após a cobrança de um esquinado pela direita. Quatro minutos depois, houve um lance duvidoso na área do Serra Talhada, quando o goleiro Ferreira deu uma trombada no atacante Willian, que ficou caído, a torcida pediu, mas o árbitro não marcou o pênalti. Aos 20 minutos, Paulinho recebeu uma bola livre de marcação, pela esquerda do seu ataque e na saída do goleiro Beto, bateu cruzado e empatou o jogo.
Aos 07 da etapa complementar em bola parada o Central voltava a mandar na partida com o gol anotado por Sóstenes, que acabara de entrar no intervalo de jogo, num chute forte e rasteiro no canto esquerdo do goleiro do Serra Talhada que estava com a visão encoberta e nada pode fazer. Aos 25, foi a vez do gol de empate do Serra Talhada num lindo lance do meio campista Paulinho, recebeu livre nas proximidades da entrada da grande área após uma jogada trabalhada pela esquerda por Pedro Maycon. Paulinho mandou um balaço rasteiro no canto esquerdo do goleiro Beto que fez a ponte, mas também não pode evitar a queda da sua cidadela. E aos 39 minutos, o atacante Róger, numa investida rápida pela esquerda do ataque Alvinegro, ficou livre e na saída do goleiro Ferreira dava cifras finais ao marcador, decretando a vitória da Patativa do Agreste. Ainda tivemos a expulsão do volante Luciano Totó da Laranja Mecânica Sertaneja aos 15 minutos da etapa final.
O Central fez o dever de casa, conquistou a quarta vitória no Lacerdão e além disso,  foi beneficiado também pela vitória do seu eterno arquirrival o Porto que levou de vencida a equipe do Vera Cruz por 2 X 1, lá no Carneirão, ontem à tarde.
O Central agora lidera o Campeonato com 23 pontos, abriu 07 pontos de vantagem na frente do segundo colocado o Vera Cruz que tem 16 ao lado do Porto, também com 16 e praticamente assegurou as duas vagas que disputa: do Hexagonal do Título pernambucano e a outra da Série D do Campeonato Brasileiro.
Dirigiu o jogo com um trabalho aceitável o árbitro Vanderlei do Nascimento Pereira. Auxiliado por Clóvis Amaral e Ricardo Chianca. O  4º árbitro Wildstar Dias de Mendonça.
O Central volta a atuar nesta quarta-feira (21) em Carpina contra o Atlético Pernambucano, quando com uma vitória garantirá as duas vagas por antecipação ou então com um empate irá torcer por tropeço de Vera Cruz que atua no Limeirão diante do Ypiranga ou mesmo do Porto que joga no Antônio Inácio diante do Pesqueira para confirmar matematicamente a sua classificação dupla.
Após a realização da 11ª rodada, o Pernambucano desta temporada apresenta os seguintes números, na estatística geral do Certame:
Foram realizados 44 jogos com 97 gols assinalados, apresentando uma média de 2,20 gols por jogo.
Central lidera com 23 pontos. Abriu 07 pontos de vantagem em cima de Vera Cruz e Porto, ambos com 16 pontos ganhos.
O melhor ataque é do Central com 19 tentos assinalados. Seguido por Porto com 16 e Atlético Pernambucano com 15. O pior ataque é do América com apenas 08 gols marcados. Pesqueira, Ypiranga e Vera Cruz vem  seguir com 09 tentos assinalados.
A melhor defesa é do Vera Cruz com 07 gols sofridos e em seguida vem o Central com 09. As piores defesas são do Porto e do Atlético, ambas com 16 tentos sofridos. Pesqueira e América tem 13.
Central foi a equipe que mais venceu neste Campeonato, com 07 vitórias. Vera Cruz e Porto tem 04. As equipes que mais perderam foram Ypiranga e Pesqueira. Ambas com 05 derrotas. O América foi o time que mais empatou: 06 jogos. A seguir vem o Serra Talhada com 05 empates.
Central foi o time que mais ganhou fora de casa: 03 vitórias. Em seguida vem o Porto com 02. Só o Atlético Pernambucano continua invicto em seus jogos dentro de casa. As demais equipes: Central, Porto, Vera Cruz, Serra Talhada, Ypiranga, América e Pesqueira. Todas elas perderam 01 partida dentro dos seus domínios.
A rodada que apresentou o maior número de gols assinalados foi a 8ª quando os atacantes balançaram as redes adversárias por 13 vezes. A rodada que teve menos gol, foi a 9ª quando foram marcados apenas 03 tentos.
A maior renda até agora, aconteceu no jogo Central 2 X 0 Ypiranga, no Lacerdão, quando tivemos uma arrecadação de R$ 39.240,00, para um público de 4.587 pagantes. Já a menor aconteceu na 2ª rodada nos Aflitos na partida, América 0 X 2 Serra Talhada, quando foram arrecadados apenas R$ 5.347,50, para apenas um público de 703 pessoas pagantes.
Kiros do Porto com 07 gols é o principal artilheiro, seguido de George do Atlético Pernambucano com 05  tentos assinalados. Jáckson do América, Saulo do Vera Cruz, Élton do Pesqueira e Paulino do Serra Talhada marcaram 04 tentos cada. Com 03 gols assinalados temos: Ítalo e Danilo do Ypiranga; Cesinha do Vera Cruz; Andrey do América e Éverton do Central. Com 02 gols marcados:  André Lima, Candinho, Roberto Pítio e Wíllian do Central; Jáckson e Márlon do Porto; Álisson e Júnior Juazeiro do Serra Talhada e Bilisco do Atlético Pernambucano.

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

529 mil alunos ficaram com nota zero na redação do Enem 2014, diz MEC.

O presidente do Inep, Francisco Soares, o ministro da Educação, Cid Gomes, e o secretário do MEC, Luiz Cláudio Costa em coletiva sobre o Enem (Foto: Reprodução/NBR TV).

Índice representa 8,5% dos candidatos participantes.
Nota de cada um dos 6,1 milhões de estudantes saiu nesta terça.

O Ministério da Educação divulgou na tarde desta terça-feira (13) o balanço final da edição de 2014 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Segundo a pasta, prestaram o exame 6.193.565 candidatos (71% do total de 8.721.946 inscritos).
Entre os alunos participantes, 529.374 obtiveram nota zero na redação da prova (8,5% dos candidatos). Deste número, foram anuladas 248.471 redações. O MEC informou ainda que 250 candidatos tiveram nota mil na redação – a máxima possível. Além disso, pouco mais de 35 mil alunos obtiveram notas entre 901 e 999.
As notas de cada um dos 6.193.565 participantes do Enem foram divulgadas na noite desta terça, segundo o ministério. O candidato pode acessar sua nota no site sistemasenem2.inep.gov.br/resultadosenem. Basta inserir o número de inscrição do Enem, CPF e senha de acesso. Em caso de dúvidas, o candidato pode ligar para o telefone de auxílio do Enem: 0800 61 61 61.
Queda na média
Ainda segundo o MEC, a média das notas em redação teve uma queda de 9,7% em relação ao Enem de 2013 entre os alunos que estão concluindo o ensino médio. Em matemática, a queda foi de 7,3% em relação ao exame anterior.
Sobre a queda nas médias das notas de matemática e redação em relação ao ano passado, o ministro da Educação, Cid Gomes, afirmou que não considera que seja algo "tão significativo".
"A minha opinião é de que houve uma queda em matemática e redação. Uma queda superior à margem, não diria uma queda significativa, mas uma queda que deve estimular a comunidade acadêmica a analisar as razões para isso. Um ano no Ensino Médio brasileiro não há variações tão significativas" afirmou o ministro.
Segundo Cid Gomes, o tema da redação deste ano (publicidade infantil) não foi tão debatido pela mídia e pela sociedade brasileira quanto o tema de 2013 (lei seca).
"Eu arriscaria uma tese: o tema de 2013 foi a lei seca. Essa questão foi muito debatida, muito discutida. O tema agora, publicidade infantil, não é um tema que houve um processo de discussão tão grande", analisou. Questionado sobre se considera o tema deste ano mais difícil, Gomes respondeu: "Eu não diria difícil, é relativo."
Balanço das redações do Enem (Foto: Reprodução/Inep) 
Balanço das redações do Enem (Foto: Reprodução/Inep)
Segundo o ministério, os motivos para que as redações fossem anuladas são: fuga ao tema, cópia do texto motivador, texto insuficiente, não atendimento ao tipo textual indicado, partes desconectadas, textos que "ferem" os direitos humanos, e outros motivos não divulgados.
O exame foi realizado nos dias 8 e 9 de novembro de 2014. Cada um dos mais de 6,3 milhões de candidatos poderá ver a nota que tirou nas provas objetivas (ciências humanas, ciências da natureza, linguagens e matemática), além da prova de redação.
Teoria de Resposta ao Ítem aponta quando aluno acerta questão por acaso (Foto: Reprodução/TV Globo)Teoria de Resposta ao Ítem aponta quando aluno
acerta questão por acaso (Foto: Reprodução/
TV Globo)
Metodologia
A nota das provas objetivas usa a metodologia da Teoria da Resposta ao Ítem (TRI). Uma das principais dúvidas sobre a TRI é o fato de que é impossível o aluno tirar nota 1.000 na prova de múltipla escolha (na redação, isso é possível).
Nessa metodologia, mesmo que o aluno acerte todas as 45 questões de cada prova, sua nota nunca será 1.000. Da mesma forma, um candidato que erre todas as questões não acaba com a nota zero (ou, no caso do Enem, a pontuação mínima, que é 200 pontos).
Isso acontece porque o exame dá pontos aos candidatos de acordo com uma escala. Ou seja, a nota do candidato não se trata diretamente do seu desempenho individual, mas de como ele se saiu dentro do conjunto dos demais candidatos. Por exemplo, quanto mais próximo da nota máxima, mais certeza é possível ter de que o estudante domina os conhecimentos exigidos na prova.
Proficiência nas quatro provas objetivas do Enem (Foto: Reprodução/Inep)Proficiência nas quatro provas objetivas do Enem (Foto: Reprodução/Inep)
Nota da redação
O tema da redação do Enem 2014 foi "Publicidade infantil no Brasil". A nota de redação vai de 0 a 1.000 pontos. Um bom texto para ganhar nota 1.000 deve cumprir bem cinco competências exigidas pela redação do Enem. Cada competência tem cinco faixas que vão de 0 a 200 pontos.
Competência 1: Demonstrar domínio da norma padrão da língua escrita.
Competência 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.
Competência 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.
Competência 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários à construção da argumentação.
Competência 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.
Treine para fazer uma boa redação no Enem (Foto: Reprodução/TV Globo) 
Tema da redação foi publicidade infantil
(Foto: Reprodução/TV Globo)
Cada redação do Enem foi corrigida por dois corretores de forma independente. A nota total de cada corretor corresponde à soma das notas atribuídas a cada uma das cinco competências.
Se houvesse discrepância entre as notas dos dois corretores por mais de 100 pontos, ou se a diferença de suas notas em qualquer uma das competências fosse superior a 80 pontos, a redação iria para um terceiro corretor.
Caso houvesse discrepância entre o terceiro corretor e os outros dois corretores, ou caso houvesse discrepância entre o terceiro corretor e apenas um dos corretores, a nota final seria a média aritmética entre as duas notas totais que mais se aproximaram.
Se a nota do terceiro corretor tivesse diferença equidistante das notas dos outros dois corretores, ou se fosse completamente diferente, a redação seria avaliada por uma banca de três avaliadores para escolha da nota definitiva.
Sisu
Com a pontuação em mãos, os candidatos poderão concorrer às 205.514 vagas em 5.631 cursos de 128 instituições públicas de educação superior na primeira edição de 2015 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).
A consulta às vagas já está disponível e as inscrições serão abertas no dia 19 no site sisu.mec.gov.br. O prazo de inscrições vai até às 23h59 do dia 22.
O Sisu seleciona alunos para vagas em instituições públicas de ensino superior a partir da nota do Enem. Para participar desta edição, o candidato tem de ter feito a edição 2014 do exame e não ter zerado na redação. O estudante poderá se inscrever em até duas opções de vaga.
Cotas
A Lei de Cotas (lei nº 12.711, de 29 de agosto de 2012) garante a reserva de 50% das vagas por curso e turno nas 63 universidades federais, nos 38 institutos federais de educação, ciência e tecnologia e nos 2 centros federais de educação tecnológica a estudantes que tenham cursado o ensino médio em escolas públicas.
Considerando todas as vagas (inclusive de universidades estaduais), o número destinado para esses alunos chega a 40% do total neste ano.
O resultado da primeira chamada regular será divulgado no dia 26 de janeiro.

Lucas Salomão Do G1, em Brasília.

MEC divulga as notas do Enem 2014

Candidatos podem consultar nota individualmente pela internet.
Inscrição para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) começa segunda (19).

Candidato deve inserir CPF e senha e ver as notas nas provas do Enem (Foto: Reprodução/Inep)
O Ministério da Educação liberou na noite desta terça-feira (13) a consulta individual das notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2014 para 6.193.565 estudantes que fizeram as provas. Eles podem acessar sua nota na página enem.inep.gov.br ou no site sistemasenem2.inep.gov.br/resultadosenem.
Para ver o resultado, o candidato deve inserir seu número de inscrição do Enem e a senha de acesso ou CPF e senha.
Logo após a publicação das notas, a página de acesso do Inep apresentou lentidão devido ao grande volume de tráfego.
Os mais de 6,2 milhões de estudantes que fizeram as provas poderão ver a nota que tiraram nas provas objetivas (ciências humanas, ciências da natureza, linguagens e matemática) e na redação. Dúvidas podem ser solucionadas pelo telefone de auxílio do Enem: 0800 61 61 61.
O exame foi realizado nos dias 8 e 9 de novembro de 2014.
Queda na média
Segundo o Ministério da Educação, as médias em matemática e redação dos alunos concluintes do ensino médio caíram 7,3% e 9,7%, respectivamente, em relação ao Enem do ano anterior.
Mais de 529 mil candidatos tiraram nota zero em redação, e apenas 250 obtiveram a nota máxima (1.000 pontos).
A demora na divulgação das notas deixou milhares de estudantes ansiosos durante todo o dia. Muitos criaram memes nas redes sociais para brincar com a espera pela divulgação.
Ministro Cid Gomes comenta as redações com nota zero. Assista abaixo:

Nota das objetivas
A nota das provas objetivas usa a metodologia da Teoria da Resposta ao Item (TRI). Uma das principais dúvidas sobre a TRI é o fato de que é impossível o aluno tirar nota 1.000 na prova de múltipla escolha (na redação, isso é possível).
Nessa metodologia, mesmo que o aluno acerte todas as 45 questões de cada prova, sua nota nunca será 1.000. Da mesma forma, um candidato que erre todas as questões não acaba com nota zero (ou, no caso do Enem, a pontuação mínima, que é 200 pontos).
Isso acontece porque o exame dá pontos aos candidatos de acordo com uma escala. Ou seja, a nota do candidato não se trata diretamente do seu desempenho individual, mas de como ele se saiu dentro do conjunto dos demais candidatos. Por exemplo, quanto mais próximo da nota máxima, mais certeza é possível ter de que o estudante domina os conhecimentos exigidos na prova.
enem redação (Foto: Reprodução/TV Globo)Redação do Enem abordou a publicidade infantil
(Foto: Reprodução/TV Globo)
Nota da redação
O tema da redação do Enem 2014 foi "Publicidade infantil no Brasil". A nota de redação vai de 0 a 1.000 pontos. Um bom texto para ganhar nota 1.000 deve cumprir bem cinco competências exigidas pela redação do Enem. Cada competência tem cinco faixas que vão de 0 a 200 pontos.
Competência 1: Demonstrar domínio da norma padrão da língua escrita.
Competência 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.
Competência 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.
Competência 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários à construção da argumentação.
Competência 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.
Cada redação do Enem foi corrigida por dois corretores de forma independente. A nota total de cada corretor corresponde à soma das notas atribuídas a cada uma das cinco competências.
Se houvesse discrepância entre as notas dois corretores por mais de 100 pontos, ou se a diferença de suas notas em qualquer uma das competências fosse superior a 80 pontos, a redação iria para um terceiro corretor.
Caso houvesse discrepância entre o terceiro corretor e os outros dois corretores, ou caso houvesse discrepância entre o terceiro corretor e apenas um dos corretores, a nota final seria a média aritmética entre as duas notas totais que mais se aproximaram.
Se a nota do terceiro corretor tivesse diferença equidistante das notas dos outros dois corretores, ou se for completamente diferente, a redação seria avaliada por uma banca de três avaliadores que dará a nota definitiva.
Sisu
Com a pontuação em mãos, os candidatos poderão concorrer às 205.514 vagas em 5.631 cursos de 128 instituições públicas de educação superior na primeira edição de 2015 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).
A consulta às vagas já está disponível neste link. As inscrições serão abertas no dia 19 no site sisu.mec.gov.br. O prazo de inscrições vai até às 23h59 do dia 22.
O Sisu seleciona alunos para vagas em instituições públicas de ensino superior a partir da nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Para participar desta edição, o candidato tem de ter feito a edição 2014 do exame e não ter zerado na redação. O estudante poderá se inscrever em até duas opções de vaga.
A Lei de cotas (lei nº 12.711, de 29 de agosto de 2012), garante a reserva de 50% das vagas, por curso e turno nas 63 universidades federais, nos 38 institutos federais de educação, ciência e tecnologia e nos 2 centros federais de educação tecnológica, a estudantes que tenham cursado o ensino médio em escolas públicas.
O resultado da primeira chamada regular será divulgado no dia 26 de janeiro.

Do G1, em São Paulo

domingo, 11 de janeiro de 2015

Após dois nocautes Central se recupera e tenta ampliar liderança no PE 2015.



Imagem: Giro dos Esportes
 
Depois de beijar a lona por duas vezes seguidas, o Central se recupera e abre uma vantagem de 04 pontos na liderança do Campeonato Pernambucano – edição 2015, na luta para conquistar uma das duas vagas existentes para disputar o Hexagonal do título – filé do Certame Estadual e também uma das duas vagas existentes para disputar a Série D do Campeonato Brasileiro.
Hoje a Patativa tem mais uma pedreira pela frente, pega o segundo colocado na competição, a equipe do Vera Cruz da cidade de Vitória de Santo Antão, em partida válida pela 9ª Rodada, segunda do returno da fase de Classificação do primeiro turno do Certame Estadual desta temporada. A Patativa vem de uma vitória de 2 X 0 diante do Pesqueira, lá no Joaquim de Brito e vai tentar se consolidar na frente dos demais adversários. Já o Vera Cruz também vem de uma vitória no meio de semana, lá em seus domínios diante do lanterninha América pelo placar também de 2 X 0.
Atualmente, o Central está folgado na liderança do Certame com 16 pontos, seguido do Vera Cruz, segundo colocado com 12 pontos ao lado do Porto. Leva vantagem pelos critérios técnicos do Regulamento do Campeonato Estadual. Saldo de gols (02 e 01) respectivamente.
O Central contrastou recentemente dois atacantes: João Neto e Jaílson que aguardam regularização para serem utilizados. Provavelmente deverão estrear na quarta-feira (14) diante do Porto no estádio Antônio Inácio de Sousa. O Alvinegro tem alguns problemas com jogadores lesionados: o atacante Roberto Pítio já recuperado está no Departamento Físico. O outro atacante Candinho, continua se recuperando no DM com problemas musculares na coxa. O lateral esquerdo Leandro Silva ainda continua no D.M. A mesma coisa acontece com o outro lateral esquerdo Madona. O meia Juninho Silva expulso na quarta em Pesqueira, cumpre a automática e está fora desse jogo. Diego Teles, cumpriu a suspensão automática mas vai ficar no banco.
O time está definido pelo técnico Laélson Lima e começa a partida no esquema 3-5-2, com Beto, André Lima, Éverton e Sinval; Ferreira, Natan, Fernando Pires, Luiz Fernando e Jáilton; Róger e Willian.
Na semana que passou a direção do Central liberou dois atletas que não vinham sendo utilizados e não fazem mais parte do elenco Alvinegro: o atacante Rodolfo Péter e o meia Douglas.
Ânderson Costa de Freitas, categoria FPF-1 da turma de 1999 dirige o jogo, que começa às 16 h no estádio Luiz José de Lacerda, sendo auxiliado pelo Assistente 1 – Francisco Chaves Bezerra Júnior e pelo Assistente 2 – Márlon Rafael Gomes de Oliveira. O quarto Árbitro será Wélson Pereira da Silva.
32 jogos foram realizados até agora e 76 gols foram marcados com uma média de 2,37 gols por jogo. O Central lidera com folga o Campeonato. Tem o melhor ataque ao lado do Porto e do Atlético Pernambucano, todos com 13 tentos assinalados. O pior ataque é do América com apenas 06 tentos marcados seguido do Ypiranga e do Vera Cruz, ambos com 07 gols assinalados. A melhor defesa é do Vera Cruz 05 gols, seguida do Central com 06 gols tomados. As piores defesas pertencem ao Porto, Atléetico PE e América, todos com 12 tentos sofridos.
O Central foi a equipe que mais ganhou neste Certame, tem 05 vitórias. O Ypiranga foi quem mais perdeu, 04 derrotas. Serra Talhada e América foram as equipes que mais empataram, 04 jogos, cada. A Patativa foi a única equipe que ganhou dois jogos fora de casa, seguida de Serra Talhada, Porto e Pesqueira que também ganharam um jogo fora dos seus domínios.
O zagueiro Lúcio que foi dispensado pelo Serra Talhada foi o único atleta até o momento que marcou gol contra as suas próprias redes. A rodada com maior número de gols, foi a 8ª. Os atacantes balançaram as redes adversárias por 13 vezes. E a com o menor número de gols foi a 1ª com apenas 06 tentos assinalados.
A maior renda até o momento, aconteceu  na 2ª rodada no jogo Central 2 X 0 Ypiranga, no Lacerdão, quando tivemos a arrecadação de R$ 39.240,00, para um público de 4.587 pagantes. A menor renda aconteceu na 3ª rodada na partida América 0 X 2 Serra Talhada, nos Aflitos. A arrecadação somou a importância de R$ 5.347,50, para um público de apenas 703 pagantes.
A artilharia do Campeonato até o momento é liderada pelo atacante Kiros do Porto com 06 gols marcados. Logo em seguida George do Atlético Pernambucano com 04 tentos assinalados. Éverton do Central; Jackson e Andrey do América; Ítalo e Danilo do Ypiranga; Saulo e Cesinha do Vera Cruz, além de Élton do Pesqueira. Todos marcaram 03 tentos, cada.
Aí,  o Raio X completo do Campeonato Pernambucano  desta temporada, após a realização da sua 8ª rodada.
O Certame Estadual tem sequência na próxima quarta-feira (14) com a realização da sua 10ª rodada, que programa os seguintes jogos: Em Carpina, Atlético PE X América; Em Caruaru, no Antônio Inácio de Sousa, o Clássico local, Porto X Central; Em Santa Cruz do Capibaribe jogam Ypiranga X Serra Talhada e finalizando a rodada, em Vitória de Santo Antão, o Vera Cruz X Pesqueira.